Seleção indica bibliografia do Esael

Publicado o edital 2017 para a seleção de mestrado e doutorado do Programa de Pós-Graduação em Ciências Jurídicas da Universidade Federal da Paraíba. Na oportunidade, é com satisfação que o grupo de pesquisa Estudos e Saberes Ambientais – Homenagem a Enrique Leff: Sustentabilidade, Impactos, Racionalidade e Direitos – ESAEL anuncia a participação de dois livros organizados por Belinda Cunha (PPGCJ/UFPB), um livro de Enrique Leff (UNAM/México) e um artigo de Talden Farias (PPGCJ/UFPB) na bibliografia indicada para a linha “Direitos Sociais, Biodireito e Sustentabilidade Socioambiental”.

Acesse o edital aqui.

Ebook: Dano ambiental e gestão do risco: atualidades em jurisdição e políticas públicas

A professora doutora Belinda Cunha (PPGD/UFPB) prefaciou o livro “Dano ambiental e gestão do risco: atualidades em jurisdição e políticas públicas” organizado pelo professor doutor Clóvis Eduardo Malinverni da Silveira (UCS).30

O livro conta com trabalhos de  Clóvis Eduardo Malinverni da Silveira, Allana Ariel Dalla Santa, Cintia Tavares, Carolina Medeiros Bahia, Carlos Alberto Lunelli, Augusto Antônio Leal, Grayce Kelly Bioen, Silvana Terezinha Winckler, Liliane Nuncio, Sergio Graziano, Filipe Rocha, Henrique Mioranza Koppe Pereira, Bruno de Oliveira Moura, Matheus Almeida Caetano, Belinda Cunha, Renan Aversari Câmara, Elizete Lanzoni Alves, Agostinho Oli Koppe Pereira, Alexandre Lamas, Cleide Calgaro, Leonardo de Rocha de Souza, Thaís Silveira, e Cintia Tavares.

Para acessar o ebook clique aqui.

Planeta vivo – Relatório 2016

30

“Na trajetória atual, é incerto o futuro de muitos organismos vivos no Antropoceno; na realidade, vários indicadores são motivo de alarme. O Índice do Planeta Vivo, que mede o nível de abundância da biodiversidade com base em 14.152 populações monitoradas de 3.706 espécies de vertebrados, revela uma tendência de declínio acentuado. Em média, a abundância de populações de espécies monitoradas teve um declínio de 58% entre 1970 e 2012. As espécies monitoradas são cada vez mais afetadas pelas pressões decorrentes de atividades humanas não sustentáveis como a agricultura, a pesca, a mineração, a sobre-explotação, as mudanças climáticas e a poluição que contribuem para a perda de habitat e a degradação. Num cenário normal e rotineiro, essa tendência de declínio das populações de espécies é mantida no futuro. As metas das Nações Unidas que pretendem acabar com a perda de biodiversidade foram projetadas para serem atingidas até 2020. Até lá, essas populações podem, em média, mostrar uma redução de 67% durante o último meio século”

Fonte: WWF Planeta Vivo Relatório, 2016, p 12.

Para fazer o download do Relatório clique aqui.

IV Jornadas Luso-Brasileiras de Direito Ambiental

O grupo de pesquisa Estudos e Saberes Ambientais – Homenagem a Enrique Leff: Sustentabilidade, Impactos, Racionalidade e Direitos – ESAEL estará presente na IV Jornadas Luso-Brasileiras de Direito Ambiental, a ser realizado na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, em fevereiro de 2017. Na oportunidade, a doutoranda Karoline de Lucena Araújo (PPGCJ/UFPB) com seu aluno da Faculdade Integrada de Patos (FIP) – Ricardo de Sousa Brasileiro – apresentarão o trabalho “A garantia à informação no meio ambiente digital às pessoas com deficiência, enquanto consumidoras dos serviços de hotelaria: um estudo comparado entre Brasil e Portugal”. Bem como, está em coautoria o aluno especial José Flôr de Medeiros Júnior (PPGD/UNIPÊ) na pesquisa “O Direito autoral no ciberespaço e a tutela do direito a propriedade intelectual no meio ambiente de trabalho digital” com os doutorandos (PPGCJ/UFPB) Elis Formiga Lucena e Marcelo D’Angelo Lara e os graduandos Jhonatas Gonçalo Taveira da Silva e Ayranne Garcia da Silva.

29
Fonte: Conpedi

 

Saiba mais sobre o evento aqui.

Esael no Congestas 2016

7

O grupo de pesquisa Estudos e Saberes Ambientais – Homenagem a Enrique Leff: Sustentabilidade, Impactos, Racionalidade e Direitos – ESAEL está presente no Congresso Brasileiro de Gestão Ambiental e Sustentabilidade – 2016. Na oportunidade, a mestranda Ana Luíza Félix (PPGD/UFRN) em coautoria com a professora doutora Belinda Cunha (PPGCJ/UFPB) apresentaram o trabalho “Educação ambiental na Universidade Federal do Rio Grande do Norte: relato de experiência”. Ademais, a aluna especial do doutorado Maria do Socorro Menezes (PPGCJ/UFPB) participou da mesa-redonda “Poluição sonora, mineração, processo administrativo ambiental e suas regulamentações punitivas”. Neste mesmo evento, o mestrando Welison Araújo Silveira (PPGCJ/UFPB) faz parte da comissão organizadora.

“Um oásis em meio à seca”

28

Não, não se trata de um oásis do meio ambiente natural, mas do meio ambiente educacional.

Com esse título o blog DW.com começa a matéria ao relatar como a única escola do Ensino Médio do município de Cocal dos Alvez/PI conseguiu superar a falta de estrutura com a dedicação de todos os professores e se tornar uma escola modelo.

Quer saber mais? Acesse aqui.

Fonte: DW.com

Livro: O século da escassez

Dica de leitura:

26

O ano de 2016 se encerra com a grande preocupação em torno da escassez de água que assola em vários municípios brasileiros. Diante dessa questão,  o grupo de pesquisa Estudos e Saberes Ambientais – Homenagem a Enrique Leff: Sustentabilidade, Impactos, Racionalidade e Direitos – ESAEL indica a leitura do livro “O século da escassez”, da editora “Claro enigma – Cia das Letras”, que traz a questão da complexidade da crise hídrica.

Continuar lendo “Livro: O século da escassez”

Esael no Conpedi 2016 em Curitiba/PR

23.jpg

O grupo de pesquisa Estudos e Saberes Ambientais – Homenagem a Enrique Leff: Sustentabilidade, Impactos, Racionalidade e Direitos – ESAEL está presente, XXV Congresso do Conpedi, com o tema “Cidadania e Desenvolvimento Sustentável: o papel dos atores sociais no Estado Democrático de Direito”, em Curitiba/PR, no qual o professor doutor Enrique Leff (UNAM/México) proferiu a palestra de abertura “Justiça e Complexidade Ambiental”.

Continuar lendo “Esael no Conpedi 2016 em Curitiba/PR”